EVENTOS E PARCERIAS

Visite a Exposição o Palhaço no SESC MERITI/RJ - com quadros e o poema homônimo do Poeta Valdemir Costa

Search Engine Submission - AddMe


terça-feira, 21 de maio de 2013

A Máquina do tempo






A máquina do Tempo

Eu Tenho certeza que vai doer
Vai doer muito!
A dor será quase insuportável
Você vai pensar em desisitir
Mas você vai resistir



As vezes acho que vivo na época errada...
Sonho com coisas  que não existem mais
Tememos os tempos passados apenas em  nossa mente
Calculamos um futuro incerto a nossa frente
Mas vivemos na melhor época de nossas vidas
Estamos estacionados no presente
A época que deve se vivida






Seja rindo ou chorando, alegre ou sofrendo
Precisamos continuar vivendo
É da nossa natureza sobreviver
Mesmo não acreditando em nada
Precisamos  viver o agora

                                               

O sofrimento é uma maquina do tempo
Sofrendo o tempo passa lentamente
Aproveite os dias  mais longos


                                                   

E as noites de sono  mais  curtas
Nada pode nos afetar
nem pode nos fazer mal
Porque já estamos sofrendo

                                          

Partindo daí, as coisas só podem melhorar
No começo pensamos que nunca esqueceremos
Depois conseguimos viver sem pensar
O tempo passa e as vezes esquemos
A vida segue e conseguimos aceitar

                              




Ultimamente só tenho tido motivos para chorar...
Paro e reflito sobre tudo que aconteceu
O tempo vai transforma tudo isso em lembranças
Mas até isso acontecer vai continuar doendo...


                                                                                               Valdemir Costa e Marcia  Campos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE E DEIXE SEU POEMA NO EmBAIXADA POÉTICA.